Fale Conosco
  • phone
    (11) 98265-3769
  • (11) 2721-9423
  • location_on

    Rua Ângelo Santesso, 16 / Jardim Itamarati - CEP: 03931-040 São Paulo - SP

Deixe sua Mensagem

    Vamos elevar seus negócios ao próximo nível?

    

    Décimo terceiro: Saiba o que é e como funciona

    Estar em dia com as obrigações legais trabalhistas de uma empresa é imprescindível, tanto por questões éticas como financeiras.

    Neste artigo, vamos abordar tudo o que os empresários precisam saber sobre o décimo terceiro, desde sua função até como realizar o pagamento. Acompanhe!

    O que é o décimo terceiro?

    O décimo terceiro foi instituído no Brasil em 1962 pelo então presidente João Goulart, como uma gratificação de Natal no valor de um salário a todos os trabalhadores.

    Antes disso, já era comum que as empresas concedessem esse benefício aos trabalhadores, mas oficialmente o décimo terceiro entrou em vigor após a assinatura de um decreto, sob pressão dos sindicalistas.

    Para que serve o décimo terceiro?

    O décimo terceiro salário serve como um bônus ao trabalhador, para que ele possa passar as festas de fim de ano com um dinheiro extra no bolso.

    Ou seja, é uma gratificação que as empresas dão a seus colaboradores pelo ano trabalhado.

    Como é feito o pagamento do décimo terceiro?

    Primeiro, é preciso calcular o valor correspondente a cada trabalhador, tendo ele trabalhado o ano todo ou sido contratado durante esse período.

    O cálculo é feito da seguinte maneira:

    Salário do trabalhador ÷ 12 x número de meses trabalhados

    Décimo Terceiro

    Por exemplo, um colaborador que trabalhou durante três meses no ano vigente receberá um valor proporcional.

    Digamos que ele receba um salário de R$ 1.500:

    1.500 ÷ 12 x 3 = R$ 375

    O pagamento do benefício deve ser feito em duas parcelas, sendo que a primeira deve ser realizada a partir de 1º de fevereiro e até 30 de novembro, e a segunda até 20 de dezembro.

    Vale lembrar que também incidem impostos sobre o décimo primeiro salário, como FGTS, INSS e IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte).

    Fonte: Azulis

    Marcadores:

    Não perca mais nenhum post!

    Assine nosso blog e receba novos posts frequentemente em seu email.