Fale Conosco
  • phone
    (11) 98265-3769
  • (11) 2721-9423
  • location_on

    Rua Ângelo Santesso, 16 / Jardim Itamarati - CEP: 03931-040 São Paulo - SP

Deixe sua Mensagem

    Vamos elevar seus negócios ao próximo nível?

    

    Obrigações devem ser entregues ainda este mês, veja quais são

    As empresas brasileiras possuem uma série de obrigações mensais e, por isso, os gestores e contadores devem ficar atentos aos prazos.

    Garantir que elas sejam cumpridas de acordo com as normas definidas pelos órgãos fiscalizadores, faz com que o empreendimento permaneça regular, caso contrário pode sofrer penalidades.

    Algumas dessas obrigações também se estendem à pessoa física, então, reunimos neste artigo as principais obrigações que devem ser entregues até a próxima quarta-feira, dia 30. Acompanhe!

    Declarações

    Duas declarações ainda precisam ser entregues pelas pessoas físicas e jurídicas, são elas:

    DME

    Através da Declaração de Operações Liquidadas com Moeda em Espécie (DME), são informadas as movimentações financeiras relacionadas à prestação de serviços, aluguel, transferência de bens e direitos ou outras operações similares.

    Diante disso, estão obrigadas a apresentar a DME, as pessoas físicas residentes ou domiciliadas no Brasil e pessoas jurídicas residentes ou domiciliadas no Brasil. Em ambos os casos devem ter recebido valores em espécie cuja soma seja igual ou superior a R$ 30.000,00 ou o equivalente em outra moeda.

    Vale ressaltar que as instituições financeiras que são reguladas pelo Banco Central do Brasil não estão sujeitas à entrega desta obrigação. O envio desta declaração deve ser feito através do e-CAC. Para isso, basta procurar pela opção “apresentação da DME” e assine o documento digitalmente.

    Caso verifique que a declaração possui erros, você pode ainda fazer a correção através da apresentação de uma DME retificadora, no próprio site da Receita Federal. Depois, você pode acompanhar o processamento da declaração para verificar a situação da entrega.

    DOI 

    Todas as operações imobiliárias realizadas no país devem ser informadas à Receita Federal, por meio da Declaração sobre Operações Imobiliárias (DOI). A emissão do documento é obrigatória e deve ocorrer independente do valor do imóvel.

    Desta forma, ela é utilizada para informar as seguintes operações realizadas por pessoa física ou jurídica:

    • aquisição,
    • alienação,
    • transferência de propriedade,

    Assim, todas as operações imobiliárias que são realizadas por pessoa física ou jurídica e que tenham sido registradas em cartórios, devem ser apresentadas em declaração à Receita Federal.

    Segundo as orientações da Receita Federal, uma Declaração sobre Operações Imobiliárias (DOI) deve ser emitida para cada imóvel alienado ou adquirido. Elas são de responsabilidade dos serventuários da justiça, responsáveis por Cartório de Notas, de Registro de Imóveis e de Títulos e Documentos.

    Calendário mensal

    Além destas declarações, as empresas também devem ficar atentas às seguintes obrigações:

    Código  DARFDescrição do tributo/contribuiçãoPeríodo do Fato Gerador
    5232IRRF – Fundos de Investimento Imobiliário – Rendimentos e Ganhos de Capital DistribuídosMaio/2021
    0473IRRF – Rendimentos de Residentes ou Domiciliados no Exterior – Pessoa Jurídica – Ganhos de capital de alienação de bens e direitos do ativo circulante localizados no BrasilMaio/2021
    0190IRPF – Recolhimento mensal (Carnê-Leão)Maio/2021
    4600IRPF – Ganhos de capital na alienação de bens e direitosMaio/2021
    8523IRPF – Ganhos de capital na alienação de bens e direitos e nas liquidações e resgates de aplicações financeiras, adquiridos em moeda estrangeiraMaio/2021
    6015IRPF – Ganhos líquidos em operações em bolsaMaio/2021
    02112ª quota do imposto apurado na Declaração de Ajuste AnualAno-calendário de 2020
    2927IOF – Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguro, ou Relativas a Títulos ou Valores Mobiliários – Contrato de DerivativosMaio/2021
    1599IRPJ – PJ obrigadas à apuração com base no lucro real – Entidades Financeiras – Balanço Trimestral (2ª quota)Janeiro a Março/2021
    2319IRPJ – PJ obrigadas à apuração com base no lucro real – Entidades Financeiras – Estimativa MensalMaio/2021
    0220IRPJ – PJ obrigadas à apuração com base no lucro real – Demais Entidades – Balanço Trimestral (3ª quota)Janeiro a Março/2021
    2362IRPJ – PJ obrigadas à apuração com base no lucro real – Demais Entidades – Estimativa MensalMaio/2021
    3373IRPJ – Optantes pela apuração com base no lucro real – Balanço Trimestral (3ª quota)Janeiro a Março/2021
    5993IRPJ – Optantes pela apuração com base no lucro real – Estimativa MensalMaio/2021
    2089IRPJ – Lucro Presumido (3ª quota)Janeiro a Março/2021
    5625IRPJ – Lucro Arbitrado (3ª quota)Janeiro a Março/2021
    3317IRPJ – Ganhos Líquidos em Operações na Bolsa – Lucro RealMaio/2021
    0231IRPJ – Ganhos Líquidos em Operações na Bolsa – Lucro Presumido ou ArbitradoMaio/2021
    0507IRPJ – Ganho de Capital – Alienação de Ativos de ME/EPP optantes pelo Simples NacionalMaio/2021
    3770PIS/PASEP – Retenção – Aquisição de autopeças1º a 15/junho/2021
    3746COFINS – Retenção – Aquisição de autopeças1º a 15/junho/2021
    2030CSLL – PJ que apuram o IRPJ com base no lucro real – Entidades Financeiras – Balanço Trimestral (3ª quota)Janeiro a Março/2021
    2469CSLL – PJ que apuram o IRPJ com base no lucro real – Entidades Financeiras – Estimativa MensalMaio/2021
    6012CSLL – PJ que apuram o IRPJ com base no lucro real – Demais Entidades – Balanço Trimestral (3ª quota)Janeiro a Março/2021
    2484CSLL – PJ que apuram o IRPJ com base no lucro real – Demais Entidades – Estimativa mensalMaio/2021
    2372CSLL – PJ que apuram o IRPJ com base no lucro presumido ou arbitrado (3ª quota)Janeiro a Março/2021

    Outras obrigações relativas à parcelamentos de débitos de impostos e contribuições previdenciárias também devem ser cumpridas, de acordo com o porte e regime da empresa.

    Para isso, consulte a agenda completa da Receita Federal e conte com a ajuda de um profissional contábil, que pode te auxiliar na transmissão das informações da empresa para à Receita Federal.

    Por Samara Arruda

    Fonte: Rede Jornal Contábil .

    Marcadores:

    Não perca mais nenhum post!

    Assine nosso blog e receba novos posts frequentemente em seu email.