Fale Conosco
  • phone
    (11) 98265-3769
  • (11) 2721-9423
  • location_on

    Rua Ângelo Santesso, 16 / Jardim Itamarati - CEP: 03931-040 São Paulo - SP

Deixe sua Mensagem

    Vamos elevar seus negócios ao próximo nível?

    

    Aumento de 25% na aposentadoria é liberado pelo INSS; saiba como solicitar

    Aposentados por invalidez que não possuem condições de realizarem suas atividades diárias, podem solicitar o aumento de 25% em seu benefício.

    Embora muitas pessoas não saibam, o adicional é referente ao auxílio-acompanhante e se trata de um direito dos segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

    O valor é concedido junto ao processo de aposentadoria para ser utilizado em despesas diárias com a pessoa contratada para auxiliar nos cuidados ao aposentado, podendo ser um enfermeiro ou pessoa da família.

    Mas para aqueles que ainda não recebem o auxílio, a orientação é fazer a solicitação através do aplicativo Meu INSS ou por meio do telefone 135 – o serviço está disponível de segunda a sábado das 7h às 22h.

    Neste primeiro momento, não é necessário o comparecimento presencial nas unidades do INSS, mas caso seja requerida a comprovação de alguma informação, o segurado será comunicado com antecedência.

    Como solicitar o benefício?

    Ao acessar o aplicativo Meu INSS, faça o cadastro no sistema e escolha a opção Agendamentos/Requerimentos.

    Depois, clique em “novo requerimento” e em “avançar”.

    Pesquise a palavra “acréscimo” e selecione o serviço desejado.

    O beneficiário também podem acompanhar o andamento do pedido pelo Meu INSS, basta acessar a opção Agendamentos/Requerimentos.

    Durante o atendimento, é preciso apresentar documentos para efetivar o pedido.

    Informações Necesárias:

    – Documento de identificação com foto do solicitante e do representante, ou procurador (CPF e RG);

    – O termo de representação legal ou procuração;

    – Documentos que comprovem que o segurado seja dependente de terceiro (laudo médico);

    Revisão do Benefício:

    O aposentado por invalidez precisa ser avaliado pela perícia médica do INSS no prazo de dois anos.

    Durante a verificação do beneficiário, será comprovado se o mesmo continua inválido ou poderá ser reabilitado, no intuito de retornar às suas atividades.

    No caso de segurados com idade acima de 60 anos e os maiores de 55 com mais de 15 anos de benefício por incapacidade, permanecem isentos da revisão.

    Por Samara Arruda 

    Marcadores:

    Não perca mais nenhum post!

    Assine nosso blog e receba novos posts frequentemente em seu email.