Fale Conosco
  • phone
    (11) 98265-3769
  • (11) 2721-9423
  • location_on

    Rua Ângelo Santesso, 16 / Jardim Itamarati - CEP: 03931-040 São Paulo - SP

Deixe sua Mensagem

    Vamos elevar seus negócios ao próximo nível?

    

    Fizeram empréstimo no meu nome. O que devo fazer?

    É muito ruim uma situação em que você percebe que um valor desconhecido está sendo descontado do seu pagamento mensal.

    Nessas horas a primeira reação é o desespero, pois, o que deve ser feito nesta situação?

    É um absurdo este tipo de situação, porém infelizmente é mais comum do que se imagina, esses golpes acontecem principalmente com idosos que possuem mais dificuldade de perceber descontos de empréstimos consignados indevidos.

    Na matéria de hoje vamos esclarecer o que se deve fazer nestes casos.

    Empréstimo consignado 

    Este empréstimo é aquele em que o valor das parcelas são descontadas diretamente na folha de pagamento, ou na aposentadoria do cliente.

    Este empréstimo é destinado para aposentados, pensionistas, servidores públicos, militar das forças armadas, empresas privadas e assalariados.

    Este empréstimo é uma linha de crédito mais fácil e flexível, com maiores prazos para pagamento e com taxas de juros mais baixas.

    Empréstimo no meu nome de forma indevida, o que fazer? 

    Assim que você perceber um desconto indevido de empréstimo consignado em seu nome, o primeiro passo é procurar a polícia para registrar um boletim de ocorrência.

    Logo após o registro do boletim de ocorrência é recomendado que você faça diversas cópias e as autentique em um cartório, pois, esse tipo de golpe é aplicado em grande escala.

    Quando autenticar as cópias do seu boletim de ocorrência, é necessário que você entre em contato com o credor e anuncie o ocorrido.

    Depois que você encaminhar a cópia de registro de ocorrência ao credor para a comprovação  da queixa na polícia, guarde números de protocolos, com datas e nome de atendentes.

    A instituição financeira não resolveu meu problema, o que fazer? 

    Em todo caso, aconselhamos a  procurar o gerente da instituição para uma conversa presencial, explique toda a situação e peça uma solução imediata.

    É normal que o  mesmo peça um prazo para analisar as informações e documentações, este prazo é de no máximo duas semanas para um posicionamento, se o problema não for solucionado, aconselhamos a buscar um advogado.

    O advogado terá meios legais para solucionar este problema.

    Conclusão 

    Infelizmente é comum que criminosos consigam documentações de clientes para utilizá-los em golpes financeiros.

    Por isso evite passar informações para desconhecidos, em caso de perda ou roubo dos documentos, vá até uma delegacia e faça um registro de ocorrência.

    Por Lais Oliveira

    Fonte: Jornal Contábil .

    Marcadores:

    Não perca mais nenhum post!

    Assine nosso blog e receba novos posts frequentemente em seu email.